Dicas Dicas de Negócios

Saiba tudo sobre engenharia de cardápio para restaurantes

Só quem possui um restaurante sabe da importância que um cardápio tem. Sendo assim, entender sobre a engenharia de cardápio e saber como o menu pode impactar os consumidores e garantir ótimos resultados, é fundamental para o sucesso e economia dos restaurantes. Interessou-se pelo assunto? Então, continue acompanhando este post e saiba mais!

O que é a engenharia de cardápio?

Uma das principais dicas para Food Service é sempre se atentar aos cardápios disponibilizados para os consumidores. Para entender melhor como isso pode impactar a empresa, saiba que a engenharia de cardápio foi criada em 1982.

Seus criados são Donald Smith e Michel Kasavanas, dois professores da School of Hospitality Business da Universidade de Michigan (EUA).

Em suma, a engenharia de cardápio é uma ferramenta que visa analisar a popularidade e a rentabilidade dos pratos e produtos em geral, que estão presentes no cardápio.

Implementação da engenharia de cardápio

Entre as melhores dicas para restaurante, sem dúvidas a implementação da engenharia de cardápio é a melhor. É preciso lembrar, inclusive, que a engenharia de cardápio também resulta em economia para restaurantes, já que promove maior assertividade. Confira:

1. Visual

Primeiramente, para dar início à implementação da engenharia de cardápio, é essencial iniciar pela aplicação visual. Para esse passo, recomenda-se já ter um certo conhecimento sobre os valores relacionados à margem bruta de cada item, bem como volume de vendas.

Tendo feito isso, assim fica mais fácil de dar início na montagem da matriz da engenharia de cardápio. A montagem da matriz é o momento da classificação dos itens presentes no cardápio, sendo eles:

  • Stars: produtos campeões e que possuem boa saída. Apresentam alta popularidade e rentabilidade.
  • Plow Horses: pratos doces ou salgados e bebidas que possuem boa saída, mas não alta rentabilidade.
  • Puzzles: itens que não são populares e não possuem grande prestígio, porém garantem alta lucratividade quando consumidos.
  • Dogs: itens do cardápio que possuem baixa demanda e baixa lucratividade.

2. Analise a popularidade

Todo gestor e/ou proprietário de restaurante que possui dificuldade em analisar o índice de popularidade de um prato (lê-se também índice de vendas), precisa investir em determinados recursos para auxiliar nessa tarefa.

De qualquer maneira, nesse passo é preciso ter acesso às informações que podem ser utilizadas para tornarem o restaurante mais eficiente e lucrativo. Entre as principais dicas para restaurante, essa é uma das essenciais.

3. Custos

Dentro dos custos, é preciso analisar e dividir fichas técnicas em:

  • Ficha técnica de preparo ou operacional: ficha que reúne todos os dados de preparação dos alimentos e bebidas.
  • Fica de custo, administração e gerência: informações de cada ingrediente e do item como um todo.

4. Controle e manutenção

O quarto passo sempre ocorre após as implementações, momento onde é necessário que existam reavaliações e atualizações frequentes.

A grande importância de usar a engenharia de cardápio a seu favor

Em um estabelecimento alimentício, assim como diversas outras empresas de outros segmentos, é indispensável saber como utilizar estratégias e metodologias à favor do negócio, pois, diante da concorrência, pensar em todos os detalhes pode ser a chave para o sucesso do empreendimento.

Dessa maneira, conclui-se que a engenharia de cardápio é uma das melhores dicas de restaurante para garantir economia, maior lucratividade e visibilidade no mercado.

Sobre o autor

Bom Sabor