Dicas Dicas de Negócios

Black Friday – Tudo que você precisa saber sobre a data

No dia 27/11 é quando acontece a Black Friday, dia em que as lojas, especialmente e-commerces, oferecem descontos de até 80% em produtos de todas as categorias, como smartphones, notebooks, eletrodomésticos, TVs, roupas, calçados, livros e outros.

A data, originária dos Estados Unidos, é uma das principais do varejo americano e já é a terceira com o maior volume de vendas no Brasil, perdendo apenas para Dia das Mães e Natal.

Se você pretende fazer compras durante a Black Friday em sites brasileiros, é importante tomar cuidado e adotar algumas medidas para fugir de fraudes e comprar com sabedoria. Confira também 8 dicas rápidas para aproveitar melhor as promoções e não cair em ciladas de lojas virtuais.

Em 2018, a sexta-feira mais esperada do e-commerce, registrou um crescimento de 23% no faturamento vs o ano anterior, atingindo cerca de 2,6 bilhões de reais. E o valor do ticket médio também subiu, chegando na casa dos R$ 608,00 por compra.

Prioridade financeira

Com as palavras “desconto” e “promoção” em todos os lugares, a tentação é grande e pode resultar em gastos desnecessários. Nessas horas, é importante ter claro quais itens precisam comprar, verificar se o produto está participando da campanha Black Friday (selo) e ter certeza de que o preço realmente está com desconto.

Para quem está endividado, o ideal é resistir e só comprar o que realmente for necessário. A dica é reservar pelo menos 15% da renda para Prioridades Financeiras. No caso dos endividados, o foco deve ser quitar a dívida.

Para os que têm uma folga no orçamento ou fizeram uma reserva financeira, é uma boa oportunidade de comprar o que se vinha postergando durante o ano e até para adiantar as compras de Natal.

Oportunidades Black Friday

Adiante as compras de Natal: o saldão da Black Friday é uma boa alternativa para quem costuma presentear amigos e familiares no Natal. É possível encontrar bons presentes por um preço mais acessível do que próximo ao 25 de dezembro. Fazendo isso, também evita as lojas lotadas e filas em caixas na época natalina.

Compre móveis para a casa nova: se você mudou recentemente e ainda não conseguiu mobiliar a casa, a Black Friday pode ser uma boa data para fazê-lo. Mas lembre-se de listar exatamente o que precisa para não comprar além da conta e acabar se enroscando com o cartão de crédito, ter de recorrer ao cheque especial ou pegar um empréstimo.

Renove sua prateleira: para quem gosta de ler, é um bom momento para renovar a prateleira ou a biblioteca do tablet ou smartphone. É comum as varejistas aproveitarem a data e promoverem saldões de livros físicos e livros digitais no kindle ou ebooks.

E por falar em eBook, nós já temos o nosso. É um eBook sobre os segredos do Delivery com um passo a passo contando como ir do Zero ao Sucesso. Confira nosso material incrível.

Compre produtos importados: como a Black Friday também é feita em outros países, em especial Estados Unidos, onde nasceu, pode ser uma boa hora para comprar algo de que esteja precisando e que é mais barato no exterior.

Eletrônicos, livros, acessórios para celular, entre outros. Mas, não se esqueça de incluir as taxas de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e converter a fatura ao câmbio do dia.

Troque de celular ou TV: para quem está querendo trocar de celular ou comprar uma TV melhor, pode ser uma ótima hora. A dica é pesquisar os preços e modelos disponíveis e definir aquele que se encaixa com seu perfil. Assim, evita-se comprar outro modelo mais caro só porque está com um desconto maior.

Cuidados da BlackFriday

Não se deixe levar pela euforia: é fácil cair na tentação das compras ao ver tantos sites e lojas com descontos. Manter o controle é fundamental para não acabar fazendo uma compra maior do que se pode pagar e ter de recorrer a empréstimos. Faça previamente uma lista do que precisa comprar e veja o que se encaixa em seu orçamento.

Cheque se os sites são confiáveis: no Brasil, a Black Friday nasceu como uma campanha voltada para o comércio eletrônico. Lojas físicas acabaram aderindo e a oferta de produtos com desconto cresceu, assim como as compras na data. Se você quer comprar algo pela internet verifique primeiro se o site é confiável.

O Procon-SP atualiza regularmente uma lista negra de endereços não confiáveis, que não cumprem as normas brasileiras. A lista pode ser encontrada no site do Procon-SP. Além disso, veja também se existem reclamações mal atendidas no site do Reclame Aqui.

Verifique se o produto é da campanha Black Friday: ao contrário do que muitos consumidores acreditam, nem todos os produtos disponíveis nos sites de comércio eletrônico estarão com desconto na Black Friday. Os varejistas devem identificar quais produtos participam da campanha com um selo.

Compare preços: já houve casos de varejistas que maquiaram os descontos. Dias antes da Black Friday eles subiam os preços dos produtos e os ofertavam, na data, a um “desconto” supostamente atraente. Por isso, é importante acompanhar a evolução do preço do produto desejado para não cair em falsas campanhas de marketing no dia. Sites de comparação de preços, como o Zoom e Buscapé permitem visualizar o histórico de preços de diversos produtos. Vale acompanhar.

Gostou do nosso artigo? Quer saber mais sobre o assunto? Confira outros artigos que falam sobre a Black Friday no Blog BOM SABOR! Nos siga em nossas redes sociais. Vamos sempre abordar assuntos interessantes com o objetivo de fazer a diferença na sua rotina!

Sobre o autor

Bom Sabor

Deixe um comentário